A Oração

R$19,90
Em estoque
SKU 6463

“Quem reza, certamente, salva-se e quem não reza, certamente, será condenado.”

 Nessa sua clássica obra, Santo Afonso apresenta a oração como o grande meio para alcançarmos a salvação e todas as graças que queremos de Deus. Trata-se de um verdadeiro tesouro deixado por um dos maiores mestres da espiritualidade cristã.

 
  • -

Sobre os itens:

Editora: Editora Santuário

Edição: 36ª

Ano: 2021

ISBN/Código de barras: 8572001174

Acabamento: Brochura

Número de Páginas: 112

Peso: 0.1050 g

Dimensões: 17.50 cm x 12.50 cm

Autor: Santo Afonso de Ligório

Mais informações
Mais informações

Sobre o autor:

Santo Afonso Maria de Ligório nasceu em Marianella, perto de Nápoles, a 27 de setembro de 1696. Era o primogênito de uma família bastante numerosa, pertencente à nobreza napolitana. Recebeu uma esmerada educação em ciências humanas, línguas clássicas e modernas, pintura e música. O jovem Afonso recebeu a formação completa para ser um cidadão da classe nobre. Era um jovem normal da sociedade napolitana.

O pai de Santo Afonso, a princípio, não queria que ele seguisse a vida religiosa. Mas, quando percebeu a alegria do filho ao abandonar os títulos de nobreza e o legado, aceitou e viu que esta era sua vocação. Afonso estudou teologia e foi ordenado padre aos trinta anos, no ano 1726. Na ocasião, acrescentou o nome de Maria ao seu sobrenome, como forma de prestar homenagem a Jesus Cristo, através de sua Mãe. A partir daí, todos os seus talentos e inteligência foram colocados a serviço do Evangelho. Então destacou-se sua caridade e bondade para com os pobres. Tinha uma notável consideração em levar consolação espiritual a todos. Tornou-se um grande pregador, mesclando a ciência da oratória com o poder de Deus. Suas palavras reconciliavam inimigos, orientavam os desnorteados, consolava os aflitos e curava corações.

O Sacerdote escreveu 123 obras sobre Espiritualidade e Teologia, que foram traduzidas em 72 idiomas. Entre as mais célebres estão Teologia Moral, Glórias de Maria, Visitas ao Santíssimo Sacramento, Tratado sobre a Oração.

Em sua experiência musical, compôs músicas que até hoje são cantadas, entre elas o Dueto da Paixão e o cântico de Natal “Tu Scendi dalle Stelle” (Eis que lá das estrelas) e outros tantos hinos.

Santo Afonso é um exemplo para toda a Igreja missionária em saída, seu testemunho indica a direção para se aproximar e explicar as consciências do rosto acolhedor do Pai. É um santo que tem muito a ensinar para a Igreja de hoje. Ele é um exemplo para sacerdotes, religiosos e leigos em sua vivência vocacional.

Santo Afonso morreu em 1º de agosto de 1787, data da sua festa litúrgica. Foi canonizado em 1839, proclamado Doutor da Igreja em 1871 e Patrono dos Confessores e Moralistas em 1950.

Escreva sua Própria Avaliação
Sua Classificação